Notícias

Unha De Dama Studio agora também tem atendimento ao público! (Unidade de Nova Odessa)

Temos atendimento para:


* Alongamento de cílios
* Permanente de cílios
* Design de sobrancelha (com ou sem hena)
* Micro-pigmentação de olhos, boca e sobrancelha / Paramédicos e correção de cicatrizes

Agende já o seu horário!

3498-2803
 

 

Nail Foil Transfer - Foil de Transferência

                                                                 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 Novidade no Brasil o Foil de transferência oferece uma decoração na unha que nenhum esmalte ou verniz gel consegue proporcionar, o efeito metalizado de suas películas é transferido para a superfície da unha com a ajuda de uma cola especial a base de água, este produto foi pensado para ser usado com um finalizador Top Coat UV ou com uma capa de acrílico para unhas, pois os extra brilhos reagem com o foil e  tiram os efeitos metalizados que eles proporcionam.

Existe também um verniz a base de água que pode ser usado em cima do foil , sendo  necessário que se passem 2 camadas, e depois de bem seco passa-se por cima deste verniz um extra brilho, mesmo assim corre o risco de algumas partes reagirem com o extra brilho se este tiver uma grande quantidade de solvente em sua formulação.

O mercado de decoração de unhas não para de crescer e cabe a cada profissional se atualizar e se alinhar com as novas tendências do mercados, muitos profissionais de unhas no Brasil não valorizam a decoração e que pode ser um fator de destaque para a profissioanl além de garantir um consideravel aumento nas suas retiradas...
 

 

A quimica do seu esmalte       

Uma coisa que a mulher nunca pensa é a composição do seu esmalte quando vai usar, então vamos trazer aqui para vocês conhecerem a composição básica do santo esmalte de todo dia...

O silicone de boca - Polimetilmetacrilato (PMMA)
Um plástico que transforma qualquer mulher em Angelina Jolie - é usado em clínicas de estética para preenchimento labial (ou seja, para dar uma inflada nos lábios). Dentistas também usam o PMMA para fazer dentes provisórios. No esmalte, serve como liga: garante que os outros ingredientes se misturem. Por causa dele, o esmalte não escorre na unha.

A bateria - Esteralcônio de hectorita
Bateria de celular e laptops. Ou melhor: um minério de onde é tirado o lítio, que dá energia a essas baterias. Triturado, o esteralcônio é usado em forma de pó no esmalte, e assim vira uma espécie de cola para essa fórmula. Em contato com a temperatura da mão (que geralmente chega a 35 graus), ele provoca a evaporação dos solventes usados na fórmula (como acetona). Sinsalabim, a mágica está feita: o esmalte se fixa nas unhas.

O queima-filme - Nitrocelulose
Chame de algodão- pólvora. Esse é o apelido da nitrocelulose, sintetizada da celulose. Parece um pedaço de algodão e explode fácil. Por isso, deixou de ser usada nos filmes rodados em película, nos anos 50. Hoje serve de detonador de explosivos. E trabalha no esmalte para transformar a mistura em um filme plástico e maleável, que cobre as unhas. (Sem explodir: outros ingredientes neutralizam o explosivo.)

O chinelo - Copolímero de etileno
Tem chinelo de dedo em casa? É provável que ele seja feito deste plástico aqui. Nos chinelos, o copolímero de etileno costuma aparecer para enrijecer o solado. É uma boa estratégia: o copolímero é mais barato e leve do que a borracha natural. Nas unhas, é ele quem garante que o filme criado pelo esmalte não vai sair despedaçando por aí. Graças a essa resistência que o copolímero dà à mistura, o esmalte geralmente sai da unha em grandes lascas.

O preservativo - Poliuretano
Alergia a látex? Chama o poliuretano! O plástico substitui o látex em produtos como preservativos especiais para alérgicos. É encontrado ainda em colchões e sofás, como matéria-prima da espuma, por ser barato. Tem grande missão no esmalte: integrar os pigmentos ao resto da fórmula. Por serem insolúveis, os pigmentos decantariam sem o poliuretano, indo para o fundo do potinho.

Não se esqueça que a alergia pode ser de qualquer um dos componentes do esmalte, não somente do tolueno, formoldeído ou do DBP, componentes estes cada vez menos utilizados nos esmaltes do mundo inteiro, são os chamados hipo-alergênicos

Aqui estão as 3 principais ingredientes tóxicos comumente encontrados em esmaltes:
Tolueno, um solvente, pode causar cansaço, confusão, perda de memória, náusea, perda de apetite e perda de audição e de visão de cores quando inalado.
Dibutilftalato - DBP, um plastificante que impede o esmalte de lascar. Além disso, um disruptor de hormonios que tem sido associada a distúrbios do sistema reprodutor. Este produto químico é proibido em todos os produtos de cuidados pessoais na Europa. Nos EUA os fabricantes começaram a eliminá-lo de suas fórmulas.
Certifique-se de verificar os rótulos para este e outros ftalatos.
Formaldeído, comumente encontrados em endurecedores de unhas e um conhecido agente cancerígeno. A EPA não permite mais do que 0,1 partes por milhão no ar de novas casas (ele é incluído em tintas), mas em  produtos para unhas podem ser mais de 20 mil vezes maior . (0,2%).


Fontes  REVISTA SUPERINTERESSANTE AGO/2010, Vânia R. Leite e Silva, professora de cosmetologia da Unifesp e diretora da Associação Brasileira de Cosmetologia; Fernanda Garcia Peralta; cosmetologa especialista em esmaltes; Vera Issac, farmacêutica e professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp; Juarez Souza de Oliveira, professor de engenharia química e tecnologia orgânica da UFPR; André Luis Bacelar, professor de química orgânica da UFS; Wagner Polito, professor do Instituto de Quimica da USP São Carlos.


                                                    Cuidado com o MMA                                               

O que é MMA e por que você deve se preocupar com isso?

MMA é metacrilato de metilo, um ingrediente que pode ser encontrado no monomero. Foi usado muito cedo na indústria, antes dos seus perigos serem  bem conhecidos.

Nos anos 70, o FDA, orgão regulador dos Estados Unidos,  considerou-o como uma substância venenosa e perigosa quando usado em alongamento de unhas. Cerca de 30 estados, a partir de 2005, proibiu o uso.Em maio de 2003, a Health Canada emitiu um aviso relativo à proibição de venda de todos os produtos cosméticos de unhas contendo MMA.

Por que é perigoso o MMA?
RESUMO DE PERIGO  (Ficha de dados de segurança de materiais- MSDS)

    MMA tem um forte, ardido e frutado odor e pode afetá-lo quando respirado dentro de um abiente sem ventilação, isso pode ser prejudicial com o feto em desenvolvimento.
    A exposição ao MMA pode irritar os olhos, pele, nariz e garganta.
    MMA pode causar uma alergia de pele, dermatite de contato.
    A exposição pode causar danos ao sistema nervoso. Os sintomas podem incluir formigamento, dormência, fraqueza e alterações na capacidade de lembrar e se concentrar.
    Os efeitos secundários graves podem incluir insuficiência hepática ou renal, danos no sistema nervoso e problemas reprodutivos.

Porque é que o MMA ainda é usado?

MMA ainda é usado em todo o mundo, porque ele endurece muito rápido e requer menos habilidade. Mas acima de tudo, porque é barato comparado a EMA (etil metacrilato, que não deve ser confundido com o MMA e é seguro.)

Clientes que desfrutam  de suas unhas feitas com MMA,  por causa de sua dureza podem bater que ela não quebrará e com isso, talvez dentro de alguns dias a cliente estará sentindo dor, pressão e dormência, e depois, talvez, observar por sua vez, a unha ficando preta.

Como você sabe se o técnico está usando MMA?

    Ele tem um odor forte e incomum ou estranho que não cheira a outros líquidos de acrílico. Odor está presente durante a aplicação e quando faz o lixamento (ao contrário do EMA que não tem odor quando lixado) do produto ja duro (para manutenção ou reparos).
    As unhas naturais devem ter sua superfície severamente agredida para o produto aderir . O EMA tem uma adesão superior ao MMA.
    O acabamento é extremamente difícil e muito difícil para fazer o lixamento, mesmo com lixas grossas.
    A cor pode ficar turva ou leitosa quando seco, muitas vezes amarelado.
    Baixo preço de manutenção e aplicação completa (com MMA custa 1/3 do com EMA)
    Embalagem sem rótulos -  quando o técnico não mostrar ou dizer ao cliente que tipo de produto está sendo usado.


           Cabina de LED UV x  UV lâmpadas

Hoje com a tecnologia avançando rapidamente novos produtos são criados, e como não poderia deixar de ser essa evolução chegou também nas cabinas para a cura dos produtos derivados de Gel UV para unhas, que são o base coat, os géis de construção, géis coloridos e o verniz em gel, que é uma opção para quem tem alergia aos esmaltes.

As cabinas de UV já conhecemos bem e a tecnolgia das lâmpadas é bem antiga, o que proporciona lâmpadas com potência estável e é também barata se comparada ao LED UV que por ser uma tecnologia relativamente nova tem um custo alto, e a potência dos LEDs, dependendo da origem, é relativamente fraca ¼ de Watts por LED.

Mas o que é o LED?

O LED é um componente eletrônico semicondutor, ou seja, um diodo emissor de luz ( L.E.D = Light emitter diode ), mesma tecnologia utilizada nos chips dos computadores, que tem a propriedade de transformar energia elétrica em luz e estão disponíveis em tamanhos  de 3mm, 5mm e 10mm nas cores vermelha, verde, laranja, azul, branca entre outros, a cor do LED é resultado do material que o LED é feito, geralmente de elementos como galênio, arsênio e fósforo.

Tal transformação é diferente da encontrada nas lâmpadas convensionais que utilizam filamentos metálicos, radiação ultravioleta e descarga de gases, dentre outras. Nos LEDs, a transformação de energia elétrica em luz é feita na matéria, sendo, por isso, chamada de Estado sólido ( Solid State ).

Cada LED tem um chip  semi-condutor em seu interior, quando a eletricidade é aplicada, os elétrons apenas fluem para uma direção e pulando de uma camada para a outra do chip atraídos por outra partícula positiva. Quando a partícula negativa e positiva se combina, um quantum de energia é emitido na forma de um fóton de luz.

Os LEDs são mais duráveis, mais brilhosos, não esquentam e consomem menos energia.  Uma lâmpada de UV tem uma vida útil média de18 meses, o LED desde que utilizado dentro dos parâmetros de trabalho, vai durar 10 anos!

Mas hoje ainda é utilizados os LEDs normais que trabalham com 0,25W, como mostra a especificação abaixo

Rres = (14 - 4)/0,025A = 400 Ohms (valor do resistor)
Pres = (14 - 4)*0,025A = 0,25 Watts (potência do resistor)

Existe no mercado o super LED que tem potência que variam entre 1 a 30 Watts.

Por este motivo, de ser uma tecnologia  cara e ainda em desenvolvimento, a maioria das cabinas de gel LED UV utilizam os Leds de baixa potência, pois tem um custo mais baixo do que os Leds de alta potência, isso implica diretamente no tempo de cura do produto gel acrílico, os produtos tradicionais em gel que endurecem em 5 minutos em uma cabina de lâmpadas UV de 36 Watts ( 4 x 9watts) demoram em média 10 minutos para endurecerem em uma cabina LED UV, justamente por causa da baixa potência dos LEDs, isso levou as industrias a alterar o tempo de endurecimento dos géis, deixando os produtos derivados do gel acrílico mais sensíveis aos raios UV.

Portanto se você comprou uma cabina de LED UV e trabalha com o gel tradicional, não pense que o gel não funciona , pois é só aumentar o tempo de exposição a luz UV gerada pelo LED e seu produto irá curar (endurecer).
Concluímos que diferença básica é a vida útil da cabina que aumenta bastante na tecnologia LED, mas as velhas e boas lâmpadas U.Vs. ainda continuarão um bom tempo no mercado, pois, por enquanto a eficiência luminosa das lâmpadas garantem mais eficácia na cura dos produtos UV, já que a eficiência das cabinas LEDs estão ligadas a origem do componente LED utilizados, sua fabricação, a matéria prima de sua fabricação e principalmente a potência REAL dos LEDs utilizados, que são sempre uma incógnita.

Unha de Dama Studio

 

© 2012 Unha de Dama. All Rights Reserved